O que é Whey Protein?

 

Um dos maiores aliados do ganho de massa, o whey protein já é velho conhecido de quem frequenta a academia. Mas se você chegou agora ao universo da performance – ou nunca entendeu muito bem a função dessa suplementação – chegou a hora de esclarecer as principais dúvidas sobre essa proteína.

Afinal de contas, o que é whey protein?

É um composto de proteínas extraídas do soro do leite. Ele possui alto valor nutricional graças a grande quantidade de aminoácidos essenciais, principalmente os de cadeia ramificada (conhecidos como BCAA).

Esses aminoácidos são importantes para a construção dos músculos e redução da gordura corporal. Por isso, o uso da proteína do soro do leite não é exclusivo dos atletas. Ela pode ser indicada na infância, maturidade e no tratamento de algumas doenças com foco em fortalecer o sistema imunológico.

Como o whey protein age no organismo?

Ao praticar exercícios, nosso corpo sofre com microlesões na musculatura. O consumo desses aminoácidos ajuda, no pós-treino, a recompor e fortalecer as fibras musculares. Assim, os benefícios são ganhos de músculos (hipertrofia), força e resistência.

Além disso, o whey protein ainda contribui na manutenção do sistema imunológico e atua como antioxidante (sequestrando os radicais livres produzidos durante o exercício).

Quem não pode consumir esse suplemento?

O whey protein não é recomendado aos portadores de doenças renais e às pessoas que possuam alguma restrição proteica. Mesmo assim, vale a pena lembrar que esse suplemento não é o responsável por problemas renais ou hepáticos.

Apesar de ser um alimento, pessoas sedentárias só devem incluí-lo na dieta com a prescrição de um nutricionista. Afinal, sem a prática do exercício, essa proteína pode ser armazenada em forma de gordura.

Como devo tomar o whey protein, e em qual quantidade?

A pergunta é: Com água ou com leite? A maioria dos consumidores opta pela água (pela praticidade de levar o suplemento à academia e prepará-lo por lá). Já o consumo com leite, ao contrário do que muitos pensam, pode acontecer e não atrapalha a absorção da proteína.

A quantidade indicada depende dos objetivos de cada um, assim como da intensidade e do tipo de treino. Logo, o acompanhamento de um nutricionista é essencial. Sobre o horário de consumo, não existe certo ou errado – dependendo também de fatores individuais. Normalmente, para melhor síntese proteica, é indicado imediatamente após o exercício.

Os 3 tipos de Whey Protein são:

Concentrado que seria o primeiro processo. Neste caso a proteína leva também alguns açúcares que estão presente neste soro (lactose) e gorduras, e ao filtrar temos cerca de 25 a 89% de proteína pura, esta margem pode variar mediante a qualidade deste whey concentrado, sendo o ideal de 80 a 89%.
Isolado: ao sofrer a filtragem chega a ter mais de 90% de proteína na sua composição, sendo removido principalmente a lactose e a gordura deste teor.
Hidrolisado: além de um processo de filtragem, a proteína sofre uma quebra , facilitando a digestão e absorção.

Fonte:sanavita.com.br

Summary
Description
Um dos maiores aliados do ganho de massa, o whey protein já é velho conhecido de quem frequenta a academia.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *