Ecto, Meso ou Endomórfico: como identificar seu biotipo?

Biotipo

Somos geneticamente diferentes, por isso saber qual o nosso biótipo pode otimizar o alcance de nossos objetivos, pela possibilidade de predefinir os alimentos a serem ingeridos e os exercícios a serem executados.

Existem 3 biótipos diferentes: mesomorfo, endomorfo e ectomorfo. O corpo é uma mistura desses tipos físicos, mas sempre existe, em cada caso, a predominância de um deles.

Os estudos relacionados aos tipos físicos foram iniciados pelo psicólogo William Sheldon (1898-1977):

Ectomorfo

ECTOMORFO: difícil de ganhar peso. Tendência a ter baixa porcentagem de gordura corporal com estrutura óssea comprida, corpo magro e longilíneo. Também com o metabolismo acelerado, dificuldade de ganhar peso e volume muscular.

  • Dicas de treinamento para o ECTOMORFO: provavelmente seu maior desempenho será alcançado com a musculação, realizando treinos com mais cargas e com aumento do tempo de recuperação para 2 minutos entre as séries. O trabalho cardiovascular deve ser diminuído.
  • Dicas de dieta para o ECTOMORFO: precisa ingerir com frequência alimentos de alta qualidade nutricional, saudáveis e completos. Deve sempre fazer uso de suplementos multivitamínicos e minerais. Outros suplementos como os aminoácidos, os shakes de proteína e, principalmente, os hipercalóricos, também podem ajudar.

Mesomorfo

MESOMORFO: geneticamente falando, são mais predispostos a terem maiores ganhos musculares. Seguindo uma dieta apropriada, dispõem de mais facilidade para perder gordura do que as pessoas que possuem os outros tipos físicos. Com isso, atingem altos níveis de hipertrofia e adquirem boa definição e explosão muscular.

  • Dicas de treinamento para o MESOMORFO: treino de musculação com cargas pesadas (com muita força e muita intensidade). Técnicas avançadas, por exemplo, dropsets, séries negativas, super sets, serão muito úteis, pois proporcionarão excelentes ganhos de massa muscular. Contudo, é de grande importância o intervalo de descanso para evitar o overtrainning. Exercícios Cardiovasculares deverão ser realizados de 2 a 3 vezes por semana, por aproximadamente 30 minutos por sessão, com intensidade moderada à alta.
  • Dicas de dieta para o MESOMORFO: deve adotar uma dieta nutritiva, evitando alimentos com pouco valor nutricional. Para isso deve ingerir proteínas de alta qualidade ao longo do dia, com uma quantidade moderada de carboidratos (de preferência aqueles com baixo índico glicêmico) e gorduras. Evitar variações de peso para ganhar/reter a massa muscular.

Endomorfo

ENDOMORFO: geralmente são tipos físicos mais predispostos ao acúmulo de gorduras. São pessoas de elevado peso corporal, de formas arredondadas, abdômen saliente e braço e pernas proporcionalmente curtos. A musculação é bem indicada para agir na queima gordura e conquistar massa muscular. Tem uma estrutura óssea larga e um metabolismo lento, por isso ganha peso facilmente e apresenta dificuldade para perder gordura.

  • Dicas de treinamento para o ENDOMORFO: a concentração deve ser na aceleração do metabolismo com treinos em circuito e supersets. Outras técnicas, como repetições entre 10-15 serão eficientes. É indicado pouco tempo de descanso entre os sets de exercícios para que seja mantida a zona de batimento cardíaco alvo. O treino cardiovascular deve ser feito com regularidade.
  • Dicas de dieta para o ENDOMORFO: fazer refeições menores e freqüentes ao longo do dia, além das regulares (café da manhã, almoço e jantar). Essa regra não é uma exceção para os endomorfos. Eles são os grandes beneficiados, já que sabemos que refeições menores e mais frequentes aumentam o metabolismo e mantêm os níveis de energia mais estáveis. O ideal é realizar de 5 a 6 refeições por dia.

Fonte: integralmedica.com.br/blog

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *