As mulheres devem treinar diferente dos homens?

Por Daniele Oazen:

A grande maioria das meninas que me procura para uma consultoria ou personal, desejam emagrecer, tonificar, aumentar pernas, glúteos ou definir o abdômen, enfim, melhorar de forma significativa os membros inferiores e, no máximo, tonificar os membros superiores.

Existe um estigma nos ginásios quando se fala em musculação ou exercício com pesos entre as mulheres. “Se você treinar pesado acabará ficando masculinizada ou com trejeitos de homem” é o pensamento mais comum. Porém o treino não tem essa característica. O que ele faz é fornecer uma série de benefícios que irão lhe auxiliar juntamente com boa dieta, descanso e suplementação adequados, a chegar nos efeitos desejados, que são mais músculos e menos gordura, sem perder a feminilidade.

Esse temido efeito masculinizante está diretamente ligado ao uso de recursos ergogênicos sintéticos, como é o caso dos esteroides anabolizantes, principalmente de origem androgênica, que tendem a trazer efeitos masculinizantes em seus usuários, como a testosterona.

Com relação ao treinamento, sempre procuro focar na correta técnica de execução, com amplitude máxima, sendo PESADO E BEM FEITO. Algumas meninas confundem treino pesado com treino de levantamento de carga, com amplitudes reduzidas e, com isso, o treino acaba não sendo feito da forma adequada para os objetivos acima mencionados.

Costumo trabalhar com altas repetições, em torno de 15 a 30 repetições com o objetivo de recrutar o maior número de fibras possíveis e assim chegar no tão desejado objetivo de tonificar e aumentar os músculos.  Quando se necessita de um trabalho para perda conjunta de gordura, adicionamos circuitos de treino usando o cardio no meio e final do treino com o objetivo de aumentar o metabolismo e a queima calórica. Acreditem, o resultado vai ser impressionante, meninas!

Obviamente fica impossível falar de bem estar e estética favorável sem falar de dieta e suplementação. Cada pessoa tem uma demanda diferente, mas em média utilizam-se carboidratos de baixo IG (índice glicêmico), proteínas magras, frutas, legumes e os cortamos nas horas necessárias. A suplementação anda de mãos dadas com os resultados mais rápidos. A proteína isolada do soro do leite (Whey ISOLADA) fornece aminoácidos propícios ao crescimento e recuperação muscular, ao nível que uma boa glutamina preserva a musculatura, hidrata e diminui o catabolismo, além de melhorar e renovar o epitélio intestinal, o que resulta além de aminoácidos de boa biossíntese, uma nutrição saudável.

A Whey Protein também auxilia a acelerar o metabolismo e regular o nível de glicose no sangue, sendo favorável a programas, tanto de emagrecimento como de aumento de massa magra.

Ela contém também glicomacropeptídeos que atuam conjuntamente com a colecistoquinina, auxiliando na redução do apetite e voracidade de comer doces ou carboidratos.  Em casos de perda de peso, podemos fazer uso de uma Whey com 1 colher de sopa de semente de Chia, que podem ser usadas como ultima refeição do dia afim de diminuir a ingestão calórica diária, o que resultará em perda de peso, se bem orientada. O uso conjunto de um termogênico time release irá acelerar a queima de gordura, gasto calórico, termogênese e, por ser neuroestimulante, ocasionará melhora da disposição diária.

Fonte: http://www.integralmedica.com.br/posts/as-mulheres-devem-treinar-diferente-dos-homens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *